quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Slumdog Millionaire


Danny Boyle, o diretor escocês de filmes como Cova Rasa e Trainspotting , é completamente imprevisível. Depois do sucesso mundial desses filmes, os dois primeiros longas da carreira do diretor, Danny Boyle teve carta branca dos grandes estúdios de hollywood para fazer o projeto que quisesse.

Com o mesmo roteirista (John Hodge) e o mesmo produtor (Andrew MacDonald) dos filmes anteriores ele acabou fazendo A Life Less Ordinary , uma comédia esquisita que acabou sem sucesso de público ou de crítica. Apesar disso ele continuou a fazer filmes autorais, mas nenhum deles teve grande expressão. Só agora, depois de 12 anos e 6 longas, ele conseguiu superar o sucesso de Trainspotting (que teve uma indicação ao Oscar), considerado a sua obra-prima.


Slumdog Millionaire, o último longa do diretor escocês, lavou a égua. Levou os 4 Globos de ouro para os quais foi indicado (foi o grande vencedor da noite) e foi indicado à 10 estatuetas do Oscar. O filme, que no Brasil vai se chamar "Quem Quer Ser Milionário?", tem estréia prevista para 6 de março, com pré-estréias a partir de 20 de fevereiro, aqui no país.

Caso raro entre os filmes que ainda nem entraram em cartaz nos cinemas brasileiros, o longa já tem uma versão pra download. Saiu em release de dvd screener (pirataria do DVD que os produtores enviam aos críticos). A versão tem qualidade legal e vale pra quem quer ver logo e não é tão purista.

O filme é realmente bom e tem a marca forte do estilo narrativo do Boyle. Cortes rápidos e câmera ágil, no melhor estilo da geração "cinema independente". A fotografia é foda também e aproveita bem as cores fortes da Índia pra dar o tom das cenas.

Não vou contar muito do que se trata o argumento, mas o "Show do Milhão" indiano que o título indica é só o pano de fundo pra contar a estória fudida de dois irmãos das castas mais pobres (que tem uma pitada de Forrest Gump) e, de brinde, mostrar a evolução econômica da Índia nos últimos vinte anos.


O filme é interessante pra caralho por mostrar um mundo desconhecido pra muitos ocidentais e por homenagear BollyWood, a maior indústria de cinema do mundo. Aliás a cena dos créditos finais é uma daquelas cenas musicais clássicas dos filmes indianos, com todo mundo fazendo coreografia.

E a Globo ainda vai pegar carona no sucesso do filme! Coincidentemente a emissora acabou de lançar uma novela com tema indiano. Com certeza o canal vai torcer pro filme bombar nas salas brasileiras.

Eu sou fã do Danny Boyle e vi quase todos os filmes dele desde Cova Rasa. Não acho que esse seja os melhor trabalho dele, mas geralmente os filmes premiadíssimos e sucesso de público não são os melhores mesmo.

Pra quem é fã também eu recomendo (além de Cova Rasa e Trainspotting, é claro) o 28 Days Later e o Sunshine.

O primeiro é um tipo de releitura dos filmes de zumbi, só que no caso os zumbis são humanos infectados com um super vírus da raiva. Fodaço!!!! Não deixem de ver o final alternativo que tem no dvd, bem melhor do que o que foi pro corte final.

O Sunshine é o filme espacial do Boyle. Tem pitadas de 2001, Alien, e Solaris (a versão do Soderbergh). Se o roteiro pode acabar desagradando a maioria por conta de alguns furos, o filme vale pelas referências e pela estética que é do caralho.

Link pro torrent do Slumdog Millionaire.
Legendas em português disponíveis no Legendas.tv

Errata: O amigo Luciano Ramos, do blog Cinema Falado, apontou um erro no meu texto. O Danny Boyle não é escocês e sim inglês. Eu poderia simplesmente alterar o texto, mas pra não fica 1984 demais eu preferi postar essa errata. Valeu Luciano!

3 comentários:

Luciano Ramos disse...

Caros corsários,
Obrigado por recomendar o meu humilde blog!
Falando em Danny Boyle, sinto dizer, mas o cara não é da Escócia: nasceu em Manchester, Inglaterra.
Aproveito para recomendar um outro filme dele: "Caiu do Céu" é eu filme de ação, meio cômico e infantil, dotado de uma narrativa fantástica e forte carga devocional. Segue o texto que iz para a rádio Cultura, tal como vai sair no livro que estou fazendo:

Millions (2004 - Inglaterra / EUA) Dir Danny Boyle. Com Alexander Etel e Lewis McGibbon

O filme mais conhecido do inglês Danny Boyle é um exercício extremo de realismo sobre o mundo das drogas. Este "Caiu do Céu", porém, pertence ao gênero do cinema fantástico. Isto é, conta uma história de modo propositalmente ambíguo, para que ela se mantenha entre o naturalismo e o sobrenatural. Damião é um menino de oito anos que sabe tudo sobre os santos católicos e, mais que isso, conversa com eles em suas visões (ou seus sonhos) do chamado plano espiritual. Vemos, então, cenas com São Pedro, São Francisco, São José e com Santa Clara de Assis, que vem explicar porque motivo ela é a padroeira da televisão. De repente, uma mala cheia de dinheiro cai do céu diante dele. O garoto pensa que ela fora enviada por Deus, claro. Mas na verdade ela fora lançada de um trem em movimento, por um bando de ladrões de banco. Enquanto o jovem herói faz de tudo para distribuir a fortuna entre os pobres, os bandidos e a polícia se esforçam por reavê-la. "Caiu do Céu" impressiona pela inventividade do diretor: o aclamado Danny Boyle, de "Trainspotting – Sem Limites" (1996) e "A Praia" (2000) que, a propósito, estudou num colégio católico. Danny Boyle atualiza com maestria a tradição inglesa do cinema fantástico, que inclui obras primas como "Os Inocentes" (1961) de Jack Clayton, aquele clássico do New Cinema em que as crianças viam fantasmas é o antepassado deste cativante "Caiu do Céu".

Willie Caolho disse...

Valeu Luciano!

Bem apontado, eu sempre achei que o Danny Boyle fosse escocês por causa do Trainspotting. Falha minha, deveria ter checado ;)

Eu assisti o "Caiu do Céu" na época que foi lançado e lembro que gostei bastante. Bem lembrado!

Abs

Anônimo disse...

Caro Corsario gostei muito de visitar o seu blog,realmnete e muito interresante
prometo que volto.
abraços