segunda-feira, 22 de outubro de 2007

LA MÔME (2007)





Dizem por aí que homem que curte Edith Piaf tambem é fã de Maddona,Cher e Barbara Streisand. Que os indivíduos do sexo masculino, fans da diva francesa, assistem “Queer eye for the straight guy” e dublam “It´s raining men” e “I will survive” no banheiro usando maquiagem.

Eu discordo completamente! Eu sou fã de Edith Piaf desde pequeno e sou muito macho! Assisti “Tropa de Elite” 4 vezes!
Mas é claro que fica estranho se logo depois daquela pelada eu chegar no vestiário falando que assisti um filme sobre a vida dela e chorei quando ela cantou “Je ne regrette rian” . Para isso serve “O Corsário”.





“La Môme” (PIAF - UM HINO AO AMOR) mostra a tragetória de Edith Piaf desde sua infância , quando viveu aos cuidados de prostitutas num prostíbulo, sua consagração como talvez a maior cantora popular francesa de todos os tempos, até sua morte aos 47 anos.
Filha de um artista de circo e de uma cantora alcoólatra e negligente, Piaf se não fosse por seu talento com certeza teria morrido muito mais cedo de cirrose , ou de tanto apanhar de um cafetão qualquer em algum bar de terceira. A mina curtia um goró e um cafajeste.





A narrativa em flash backs,e a perfeita reconstrução de época renderam a Olivier Dahan uma indicação ao Globo de Ouro desse ano, mas o que realmente é foda no filme é a atuação de Marion Cotillard. Ela conseguiu personificar Piaf melhor que a própria Piaf. O gestual, a voz, a personalidade. Genial! Se eu fosse da “Academia” o meu Oscar ia para ela com certeza, mas como ela só fala frances no filme talvez os McAmericans nem a indiquem.






O filme além de ter muita música , tambem conta com a participação da minha eterna musa Emmanuelle Seigner (Lua de Fel) que faz a prostituta Titine ,e ainda é muito gata, e do bom e velho Gèrard Depardieu que faz o produtor Louis Leplée.

Pode assistir que é classe!

LINK P/ TORRENT














Um comentário:

robs disse...

nossa, chorei tb! o filme eh maravilhoso.
robs